Últimas

Suzi Silva – Cabaret-Théâtre du Vieux-Saint-Jean

23373033535_048cbb05f3_o

Para encerrar o mês (dezembro) em grande, Suzi Silva é a convidada especial do espetáculo mensal do Cabaret-Théâtre de Saint-Jean-sur-Richelieu e da Cabaret Jazz Band.
Este teatro apresenta uma panóplia de espectáculos ao longo de todo o mês, porém apenas uma vez em cada mês há um espectáculo de jazz, com temáticas sempre diferentes e artistas convidados que se juntam ao house band. Desta vez Pierre-Armand Tremblay, o diretor musical do Cabaret Jazz Band, convidou Suzi para ser a cabeça de cartaz numa noite dedicada à França.

Pierre-Armand Tremblay comentou que “quando planeei este show eu estava longe de imaginar os acontecimentos trágicos que sucederam em Paris. Dedicamos então este espectáculo não só às vítimas de Paris, como a todas as vítimas de terrorismo no mundo.” Um minuto de silêncio foi assim concedido em memória de quem morre e sofre com os atentados terroristas um pouco por todo o mundo.
Mas o tema é música. E jazz. Portanto, música francesa revestida de arranjos jazzísticos. O convite foi dirigido à Suzi na sequência da participação no Festival Internacional de Percussões de Montreal no passado verão, onde o tema foi igualmente a França e esta artista participou com os seus músicos num concerto organizado pelo guitarrista francês Bernard Epaud e Pierre-Armand, tendo sido convidada na altura a reproduzir parte do repertório apresentado nesse mesmo festival no velho Teatro de Saint-Jean.
No palco cruzam-se os músicos da casa (Pierre-Armand Tremblay no piano, Mario Hébert na 23290485331_50b6ff6d7e_oguitarra e Roberto Murray no saxofone) e alguns músicos que costumam acompanhar a Suzi (Jean-Sébastien Clément no contrabaixo e Bruno Roy na bateria), e embora as canções sejam as mesmas do festival de percussões, todos os arranjos são novos e originais, escritos especialmente para o evento pelo director musical.

Por incrível que pareça, embora a Suzi Silva ainda não seja muito conhecida em Saint-Jean, a sua biografia atraiu muitos ouvintes curiosos de ouvir uma portuguesa a cantar os clássicos da canção franesa. E assim, por entre curiosos e fãs habituais dos espectáculos de jazz do Cabaret-Théâtre, os 300 lugares da sala esgotaram!

Suzi interpretou Aznavour, Gainsbourg, Piaf, Trenet, Montand e o seu tão adorado Claude Nougaro… Quem não fosse informado juraria que a pequena silhueta vestida de vermelho e com uma voz com tanto de aveludada como de projectada fosse ela mesmo francesa de origem.
Jazz em francês, cantado numa pronúncia irrefutável. Nada falhou neste concerto, a sala com condições acústicas óptimas, os técnicos atentos a todos os detalhes, os músicos talentosos e comunicativos e com muito à vontade no palco e uma voz versátil com uma interpretação teatral digna de um musical!
Suzi confessou:

“Adorei. Foi ainda melhor do que imaginamos quando fizemos os primeiros ensaios. A energia que se gerou no palco foi incrível. E foi um prazer poder cantar acompanhada por músicos profissionais deste calibre.”

 

Fotos: Marcel Carriere

690 total views, 1 views today