[lbg_audio4_html5_shoutcast settings_id='1']
Segunda-feira - 29 de Maio, 2017
Últimas

Suzi Silva – Fados no “Solmar”

Solmar - Jose Joao e Luis DuarteO “Solmar” é uma cas emblemática de Montreal, e dos poucos espaços que ainda mantêm espectáculos de fado com alguma regularidade. Apesar da presença da comunidade portuguesa, os eventos onde se tocam e cantam fados são acontecimentos pontuais. Porém, no “Solmar”, que é também o restaurante português mais antigo de Montreal, há fados todos os fins-de-semana.
A casa celebra este ano o seu 43º aniversário e promove vários eventos. No mês de Outubro é o Festival do outono. Nesta ocasião alguns artistas locais são convidados a juntarem-se aos músicos residentes, José João Fernandes na guitarra portuguesa e voz e Luís Duarte na viola de fado e voz, para embelezar ainda mais estas soirées dedicadas à celebração da gastronomia português e do fado, num ambiente requintado e com um atendimento caloroso.
No fim-de-semana de 13 e 14 de Novembro a fadista Suzi Silva esteve presente. Acompanhada pelos cúmplices e amigos de longa data, José João Fernandes e Luís Duarte, houve fados num regresso a uma casa na qual cantou quando se estreou no fado em Montreal.
“O “Solmar” é como um regresso ao meu ponto de partida. Embora a minha primeira vez tenha sido no “Avó do Fado”, passei muitas vezes pelo “Solm12031575_1681136835443060_5020078266743378872_oar” enquanto criança-cantora. Adoro cantar fado e adoro regressar a este espaço.”
A clientela do “Solmar” é variada, entre portugueses e canadianos curiosos há sempre também turistas de todos os cantos do mundo que visitam a casa do Sr. David Dias. Esta noite não foi excepção.
Embora o público nem sempre esteja em silêncio a nossa artista não se deixa abater: “Eles nem sempre sabem da ética do fado, que é preciso fazer silêncio e ouvir para apreender todas as emoções do fado. Para nós que estamos ali a cantar e a tocar é sempre difícil mas damos sempre o nosso melhor. Acabo sempre por tentar falar com as pessoas, apresentar os fados, contar histórias para cativar os que não entendem português.”
O frio já aperta no velho porto de Montreal, mas a noite foi frutífera entre fados mais conhecidos do repertório de Amália Rodrigues, composições de Alberto Janes e poemas de Fernando Farinha. Aguardamos pela próxima vez!

 

Nas fotos: Suzi Silva, José João Fernandes e Luís Duarte

564 total views, 1 views today