Últimas

AndarIlha – Viagens de um Hífen

51

A Galeria Almada Negreiros, do Consulado-Geral de Portugal em Toronto, foi pequena para receber tantas pessoas, entre familiares, amigos e colegas da universidade, ávidas de conhecer o livro da professora Maria João Dodman, apresentado oficialmente ao final da tarde do dia 30 de setembro.
Com o título de AndarIlha – Viagens de um Hífen, a obra literária é apresentada como um pequeno (grande) livro de crónicas sobre os açorianos, a açorianidade, a emigração e a ânsia dos mesmos em desbravar novos mundos e ambientar-se harmoniosamente neles, contudo sempre com o coração na sua terra-natal, como um hífen que liga duas palavras.
img_5632A autora açoriana, ela própria emigrada no Canadá, onde dá aulas de Estudos Portugueses e Luso-Brasileiros, na Universidade de York em Toronto, relata as suas experiências e peripécias nas suas viagens pelo mundo e como emigrante no Canadá.
Um conjunto de contos que, segundo a autora, exploram a dialética entre a raiz açoriana e a nova identidade híbrida e “propõem novos modelos de ser e viver a diáspora açoriana que embora não rejeitando as tradições, visam apresentá-las com novos olhares democráticos, integradas em novos contextos migratórios, culturais e linguísticos”.

Entusiasmada por poder contribuir para a reinvenção e integração da comunidade portuguesa no Canadá, Maria João Dodman procura também com este trabalho literário desenvolver a participação ativa do leitor quanto à criação de novas atitudes democráticas e inclusivas.
No início da sessão de lançamento, Galiatzo Flores Montoya e John Kim, dois estudantes da Universidade de York, destacaram algumas das narrativas que, direta ou indiretamente, retratavam uma experiência de vida familiar e eram motivo de reflexão sobre o fenómeno migratório de massas.
Um dos momentos altos, foi a intervenção da professora Inês Cardoso, que leu uma “carta” dirigida à amiga autora, dissecando a matriz humana de Maria João Dodman, o processo de adaptação ao meio social novo, a eficiência canadiana e a ascensão profissional e académica, tudo sem perder, por completo, a sua açorianidade e portugalidade que a mantêm ligada à comunidade luso-canadiana.
Como é habitual nestas sessões de lançamento de livros, a autora não teve mãos a medir para autografar os exemplares do AndarIlha – Viagens de um Hífen, uma obra literária que mereceu já rasgados elogios de quem a leu antecipadamente.

img_5583

 

8,559 total views, 1 views today