Últimas

Geronto Adolescência

“Ninguém envelhece num instante”.
(Simone de Beauvoir)

Uma entidade bancária nacional, para apresentar soluções de reforma, criou um slogan interessante: “OS 70 SÃO OS NOVOS 30”. O dourado do lettering anuncia a boa nova: “Todas as soluções são adequadas às suas necessidades e expectativas, independentemente da sua idade (….)” A restante mensagem, contida no tríptico, não releva para o conceito que pretendo abordar: GERONTOADOLESCÊNCIA.
O envelhecimento é um processo natural, individual e inevitável que se vive num contexto e numa determinada sociabilidade.
Se bem que, como nos diz o slogan, a idade não é um factor inibidor de se encontrarem soluções que façam face às expectativas de cada pessoa, não podemos ignorar que ocorrem múltiplos fatores destabilizadores: alterações corporais, morte de entes queridos; passagem da vida ativa para a condição de reformado; quebra nas redes de sociabilidade; diminuição da participação cívica; perda de autonomia e proporcional aumento da dependência…
O importante é munirmo-nos da resiliência suficiente para ultrapassar as barreiras que o avançar das primaveras coloca. É fundamental reagir bem, positivamente, ao processo de envelhecimento e não esquecer, cito Marie de Hennezel, que “O Coração não envelhece”…
Tal como os conceitos “Adolescência” e “Pré-adolescência”, a “Gerontoadolescência” decorre de uma construção social que resulta da transição da idade adulta para a velhice. Por volta dos 55 anos – idade apontada pelos especialistas para o início da “Gerontoadolescência” – a pessoa já não é um jovem adulto, mas ainda tem uma panóplia de recursos e muito tempo para poder gizar novos planos que lhe permitam, atendendo à cada vez maior esperança média de vida, dedicar-se, durante mais de duas décadas, a fazer aquilo que lhe dê mais prazer e lhe garanta a optimização das oportunidades de saúde; segurança, participação e aprendizagem ao longo da vida.

Voltando ao tríptico, o rosto da campanha tem 75 anos, está reformado e é apaixonado por desportos radicais. A paixão pela vida, independentemente dos gostos de cada um, com maior ou menor índice de adrenalina, é fundamental para um processo de envelhecimento bem sucedido.
Hoje, vivemos cerca de mais três décadas, em comparação com os nossos avós. A “Gerontoadolescência” é um período da vida das pessoas que tem vindo a ganhar significado. Uma fase vital em que urge a redefinição de um projeto de vida que permita traçar objetivos e estabelecer metas realistas, de acordo com a identidade, individualidade e vontade de cada homem e mulher.

2

809 total views, 1 views today