Últimas

Seniors Aid Society – Inaugural Gala

 

O Europa Catering vestiu-se de gala no passado dia 4 de fevereiro, numa manifestação de apoio e de angariação de fundos para a Seniors Aids Society, numa gala que teve também como objetivo, o agradecimento por parte de Sílvia dos Santos aos clientes da Royal LePage.
Este evento, que serviu para alertar a comunidade para o flagelo dos abusos contra os idosos, contou com a participação de várias individualidades da sociedade civil e da comunidade política, que não quiseram faltar “à chamada”, nesta causa nobre que afeta um setor da nossa sociedade que è tantas vezes esquecido ou deixado à sua sorte.
A Revista Amar apoiou este evento e esteve à conversa com alguns dos responsáveis por este projeto.

Revista Amar – Venessa, o que sentiu quando viu a reação das pessoas aos verem o vídeo que expõe vários tipos de abusos aos idosos?
Venessa BarrosPara começar, isto é um tópico que muitas pessoas não querem falar, preferem fingir que não sabem ou que não existe. Depois temos aquelas pessoas que estavam a cometer o abuso, sem saberem claro, e com o vídeo fcaram a saber o que é abuso e deram-se perante uma realidade dura. Tenho um exemplo, filhos que tiram ou recebem a pensão dos pais, isso é um abuso, não físico, mas financeiro e eles não sabiam, e vieram ter comigo admitir que não sabiam que estavam errados. Portanto, ficamos contente por saber que conseguimos, pelo menos, “abrir os olhos” aos que estavam errados e consciencializar os presentes para este problema social, e fomos felicitados por isso.

R. A. – Para além dos convidados da Sílvia dos Santos, quem mais estava presente?
V. B.Estavam presentes pessoas que apoiam a causa, que compraram o bilhete para nos ajudar a construir a Organização, SAS, apesar de ter mandado convite a vários políticos e outros membros da nossa comunidade, que confirmaram a sua presença, só a Vereadora do Bairro 18 da Câmara Munícipal de Toronto, Ana Bailão compareceu, a quem agradecemos do fundo do coração, pela disponibilidade e por ter falado e apresentado aos presentes factos e estatísticas que justificam a importância da SAS e outras Instituições que denunciam o abuso aos idosos.

R. A. – O que podemos esperar a curto prazo?
V. B. – Já estamos a delinear o próximo evento, provavelmente para junho, e novos projetos que divulgaremos atempadamente para que, todos que queiram, possam participar quer com voluntariado e/ou doações.

R. A. – Qual é o plano maior da SAS?
V. B.O plano maior é contruir um espaço onde estes idosos que sofrem de abusos se possam sentir bem, protegidos e em segurança, acarinhados, sem medo de falar ou se queixar, onde possam viver com dignidade e livres de submissão e agressões, onde tenham todo o tipo de apoio, seja a nível Médico ou Legal. Será um Centro que possam chamar de “meu lar”, a sua casa!!! Mas para já, sendo a SAS uma nova organização e não lucrativa, só com o apoio da população chegamos onde podemos, e não onde queremos, não é fácil… mas tenho a certeza que aos poucos vamos lá chegar!!!

R. A. – A Venessa quer deixar uma palavra a todos que estiveram presentes?
V. B.Com certeza, sem eles esta Gala não se tinha concretizado, e portanto, quero agradecer antes demais à SÍlvia dos Santos por esta “parceria”, a todos presentes pela disponibilidade e doações, mas gostaria de pedir uma coisa a todos , se me é permitido, para não esquecerem a SAS, pois temos um longo caminho pela frente, isto foi só o começo e divulguem ou falem com familiares, amigos, vizinhos, etc… Queremos também agradecer à Ana Bailão, Gus (TNT Efects Production), Manuel Paulos (Europa Catering), Ziko Pereira (FPTV), Sérgio Mourato (CIRV e 416News) e Revista Amar.
Juntos fazemos a diferença! Contamos com vocês!!!

R. A. – Mário, aos seus olhos, como define a reação dos presentes?
Mário AguiarOlhe, na minha opinião, trouxe a realidade escondida à superfície, as pessoas ouvem falar deste tipo de abusos aos idosos, mas tendem não pensar nisso, mas quando viram o vídeo foi tipo “isto é real” ou “isto acontece mesmo” e quase que acordaram para o problema que pode afetar qualquer pessoa que conhecem. Antes do vídeo, a atitude e a postura das pessoas na festa era uma, depois do vídeo… bem, estavam chocados, e viu-se que apartir dali, as mesas do “Leilão silencioso” estavam cheias de pessoas a doar generosamente para a causa. E esse era o objetivo, angariar fundos para ajudar quem mais precisa. Para primeiro evento, correu muito bem!!!

R. A. – Na sua opinião, acha que a SAS deveria continuar a fazer este tipo de eventos?
M. A.Absolutamente… este foi o primeiro passo de algo bom, e com tempo e planeamento deveremos conseguir fazer outros eventos, maiores e melhores se possível.

 

 

Apoie a S.A.S. e faça parte desta onda de solidariedade que nos deve mobilizar a todos!

388 total views, 1 views today