Últimas

Tempo que tanto tempo leva… Feliz Ano Novo… de Novo!

Mas será mesmo que 2017 já acabou?! Parece incrível, o ano mal começou, eu ainda a fazer planos para executar no outro passado e quando dei conta ele já acabou… como será possível? Onde foi que o meu tempo parou e não acompanhou a cronologia? Onde estive que não percebi tantas mudanças, tantas coisas paralisadas, algures bloqueadas numa instância chamada tempo…

Tempo que tem em seu universo uma contagem própria independente de ações ou vontade, que não se prende pelo certo ou errado, muito menos pelo que ainda dele se espera para ser feito… período que alicia, que contagia, que maltrata. Desgasta, envelhece e quando se percebe, se vai sem deixar tempo para se pedir para ficar mais um pouco, para poder terminar o que ficou por fazer, ou apenas dizer que não houve chance de ser dito… Ah vida quanto obrigas tomando esse tempo que quando cronológico mais rápido é e quando emocional, parece estar enraizado numa época que só nossas memorias sabem dizer qual é. Sim, eu disse tempo emocional, pois na emoção guardamos um pouco de tudo e muito de nada, só vivências ou expectativas.

Às vezes queria parar no tempo, noutras fazer que andasse bem depressa e ainda há aquelas que queria que nem existisse. Essa falta de tempo que vivemos hoje em dia, a correr para viver na urgência que a vida impera. Tanto se faz em apenas 24 horas que parecem mais ter 30 horas. Como se perde nas mesmas 24 horas, que mais parece quem era uma…

Nesse ano que passou tenho e certeza que tenha sido de um saldo positivo ou negativo, de todo se tirou muita coisa, pois o que se leva dessa vida são só as experiências vividas, que se transformam na nossa história. 2017 foi um ano de muitos acontecimentos devastadores a nível mundial, terrorismo, fatalidades e tragédias ambientais que nos marcarão para sempre. Foi um ano duro de aprendizagem e de muita coragem para quem teve que enfrentar de cara as suas maiores dores, amargar decepções e também conviver com suas derrotas e perdas. Mas também foi um ano feliz para muitos, com tantas realizações e conquistas, um ano de vitórias e alegrias! Em todos os anos nascem pessoas, morrem vidas, semeiam-se sonhos, colhem-se frutos de cultivos de uma de vida inteira. Tudo tem uma etapa certa, desde se plantar, germinar, nascer, desenvolver e no fim, morrer… é o ciclo da vida que rege tudo que dela precisa para se ser qualquer coisa. Um tanto abstrato, um tanto complexo e tão finito em si.
Que podemos esperar dessa existência se ela tem uma duração determinada pelo destino? E será mesmo destino? Será divino? Será escolha? Tanto sei quanto penso, ora com certeza, ora afogada em dúvidas. Quem saberá de quem é o tempo?! Mas se não sabemos de quem é, de onde vem e como vai, muito menos quando, há algo a fazer de certeza! Enquanto houver tempo respire, viva a vida! Não será pior morrer, do que estar vivo sem viver… enquanto houver chance de se fazer melhor, de se lutar para vencer, siga! A vida é sim uma dádiva! Com duração suficiente para se ter bons e maus momentos, dos quais infelizmente muitas vezes temos sempre os piores como foco de lembrança… o que nos faz acreditar num todo ruim. Mas a vida é feita de sequências e pode ser dividida em partes. Podemos escolher que parte lembrar e adorar. Que parte nos faz sorrir e que nos ergue para recomeçar a cada dia com esperança.

Sonhar é estabelecer metas que só você será capaz de realizar! O objetivo é a direção e nos fornece a vontade que nos move para realizar nossos planos de vida! Podemos sempre necessitar de ajuda, não há mal nenhum, mas não devemos criar dependências para concretização. Nosso tempo é diferente do tempo alheio… somos diferentes em tudo com gostos semelhantes!

Tudo com ele muda, nada permanece igual. Se houver empenho, investimento, haverá maiores chances de o prazo para execução ser eficaz e assim se promover aspirações a factos concretos.

Não corra atrás do tempo, seja seu companheiro. Não lute contra o relógio, ele pontualmente vai ganhar. Não fique aí parado a vê-lo passar, quando piscar já passou. Faça do agora o momento certo, a hora exata para acontecer! Faça do hoje o dia para se viver, pois ontem já foi e do amanhã ninguém sabe.

Bem-haja para todos em 2018! Desejo-lhes um ano produtivo, tranquilo… com possibilidades de opções felizes, com sábias escolhas e bons proveitos!

 

297 total views, 1 views today