Saúde Alternativa

Hipertensão Arterial segundo a Medicina Tradicional Chinesa

A hipertensão arterial é uma das principais causas de morte e afeta cerca de um bilião de pessoas em todo o mundo. Trata-se de uma doença muito comum de origem multifatorial e que, sendo assintomática faz com que os sintomas por vezes não sejam percebidos pelos pacientes, fazendo com que as consequências para o organismo possam ser graves.

Então o que é a pressão arterial?

É a força exercida pelo sangue contra a parede das artérias, depois de ser bombeado pelo coração. Quando o coração se contrai para bombear o sangue do seu interior para o corpo, a pressão arterial atinge o valor máximo e recebe o nome de sístole. Quando o músculo do coração relaxa, o sangue volta a encher as suas cavidades e a pressão cai para os seus valores mínimos sendo denominada de diástole.
Assim sendo, quais os níveis de pressão normais para uma pessoa adulta?

Temos portanto, de estar atentos aos seguintes valores: 12/8 refere-se a uma pressão arterial normal para a maioria das pessoas. A partir de 14/9, o paciente é considerado hipertenso, pelo que deve procurar um médico para que seja feito o seu acompanhamento.
A hipertensão pode apresentar consequências no organismo, em diferentes órgãos e podem levar a doenças secundárias ao aumento da pressão.
Quais os órgãos e quais as consequências?

A hipertensão arterial é um fator tratável que pode atingir:

– o cérebro, contribuindo assim para os derrames cerebrais e para o aparecimento de demência;
– os olhos podendo originar cegueira;
– o coração e daí advirem infarto do miocárdio e insuficiência cardíaca;
– os rins e levar a insuficiência renal, e;
– as artérias contribuindo assim para o entupimento arterial.

A origem da hipertensão pode estar relacionada com fatores hereditários, com a alimentação não saudável, com a obesidade, com o stress e em especial com o consumo excessivo de sal. Para evitar a hipertensão é importante que se alterem estilos de vida e que se faça uma adaptação na dieta. Deve perder-se peso, evitar o tabaco, restringir a ingestão de sódio, café, álcool, açúcar, gorduras, condimentos e incluir exercícios e relaxamento.

A acupuntura é um dos recursos terapêuticos que pode auxiliar nos casos de hipertensão arterial, em conjunto com o controlo de dieta, com a prática de exercício físico, assim como com o tratamento medicamentoso.
Esta prática tem sido proposta como estratégia complementar e muitos estudos têm sido desenvolvidos para mostrar a eficácia da mesma no tratamento da hipertensão. Deste modo, a estimulação dos pontos de acupuntura tem como objetivo regular a circulação de energia dos canais. As agulhas são instrumentos capazes de agir sobre estes pontos que, quando estimulados, atuam diretamente no Sistema Nervoso Central (SNC).
A acupuntura tem ação efetiva no tratamento da hipertensão, não apenas resolvendo os sintomas associados, mas equilibrando a pressão arterial para valores que se enquadrem dentro da normalidade.
Assim, a Medicina Tradicional Chinesa centra o olhar no indivíduo, estimulando o equilíbrio para a manifestação da autocura pelo próprio corpo.

Esta medicina, não considera a hipertensão assintomática como uma categoria de doença. Contudo, quando ocorrem sinais e sintomas como: dores de cabeça, tonturas, palpitações, insónia e formigueiro, a hipertensão é considerada um desequilíbrio, podendo ter várias origens:

– Tendência para um determinado desequilíbrio energético, herdado dos pais no momento da concepção;

– Mau funcionamento do Estômago e do Baço, que são responsáveis pela transformação e transporte de alimentos e líquidos. Quando existe deficiência nas suas funções acabam por formar muco, o qual se não for eliminado será transformado em calor, gerando um ciclo repetido de hiperatividade, especialmente do Fígado;

– Deficiência do Yin. Segundo a MTC, como o Rim abastece o Fígado, nutrindo-o, uma deficiência do Rim leva ao calor do Fígado, o que significa um esforço daquele órgão para realizar as suas funções.
Além dos fatores congénitos, obesidade e/ou excesso de ingestão de alimentos doces, gordurosos e de natureza quente, tais como os condimentos, também danificam o Estômago e o Baço, levando a formação de Mucosidade.

– Excesso de pensamentos e preocupação também levam a um quadro semelhante, pois para a manutenção destas atividades mentais, o Baço é prejudicado. Geralmente associados a esse desgaste estão a frustração e o stress que sobrecarregam as funções do Fígado, paralisando a circulação da energia e do sangue, visto que uma das suas funções é controlar o livre fluxo de energia e consequentemente de sangue para todo o organismo.

Tratamento da Hipertensão Arterial na Visão da MTC

Segundo o ponto de vista da MTC, devemos ter uma vida equilibrada, regrada, sem excessos e uma atitude preventiva, com prática de exercício físico e meditação. Dentro da Medicina Tradicional Chinesa, a hipertensão arterial pode tratar-se com acupuntura, auriculoterapia, fitoterapia, ou seja, fórmulas herbais chinesas e com Dietoterapia.
Fitoterapia: Chá de camomila, Valeriana (50 mg), Ómega 3 (6grs).
Alimentação: Retirar óleos hidrogenados, café e sal branco e adicionar alimentos frios como peixes e frutos do mar.

Em geral a hipertensão moderada é resolvida apenas com as mudanças mencionadas, se estas forem levadas com determinação. Os restantes quadros devem ser tratados através de acompanhamento médico. Assim, caso necessite de ajuda procure um terapeuta de Medicina Tradicional Chinesa e não se esqueça de… sorrir com saúde!

Dr.ª Helena Rodrigues

6,102 total views, 36 views today

Tags

Ver também

Close
Close
Close