Beleza & Moda

Moda aos quadradinhos

Desde que a Pop Art surgiu nos anos 50, ela tem tido uma grande influência na indústria da moda. A Pop Art retrata experiências de vida mundanas, introduzindo aspectos da cultura em massa e aproximando a arte da nova geração de americanos do pós guerra.

Yves Saint Laurent foi o primeiro estilista a trazer esta tendência na coleção de Outono/Inverno de 1966, quando lançou o vestido Mondrian, na sua coleção intitulada “Pop Art”.

DR

 

Andy Warhol é provavelmente o grande influenciador no impacto da arte pop até aos dias de Hoje. Warhol começou sua carreira como ilustrador de moda, trabalhando para as revistas como Glamour , Mademoiselle e até mesmo Vogue .
Nos anos sessenta, Warhol começou a imprimir seus desenhos de arte sobre os vestidos de papel que estavam na época tornando-se uma novidade. Essas peças de vestuário captaram a própria essência do estilo de vida consumista, onde bens de consumo diário são retratados; a lata da Campbells é talvez o mais conhecido.

Nos anos noventa, Gianni Versace usou a gravura de Warlol, de Marilyn nos desenhos de seus vestidos e, mais tarde, Christian Dior lançou uma coleção inspirada nos esboços de calçados de Warhol e Jean-Charles de Castelbajac apresentou roupas impressas com o retrato do artista.

O pintor Roy Lichtenstein, cujo trabalho é uma fonte inesgotável de inspiração para várias marcas; trouxe as estórias aos quadradinhos para a moda. Trabalhos de Lichtenstein foram incluídos nas colecções de Iceberg e Lisa Perry, e o artista é favorecido pelas marcas de calçados como Nike, Vans e Converse.

Também a Moschino continua a inspirar-se nos últimos anos em Warhol e Lichenstein, trazendo colecções absolutamente únicas.

Este ano, na senda dos seus percursores, a coleção para o Verão de 2019 do português Miguel Vieira vai ter como ponto de partida a “cor, o movimento Pop Art e ilustrações ‘vintage’.

O ‘red caviar’, azul marinho e o riviera, mas também o vermelho aurora e o amarelo açafrão vão marcar a nova coleção do verão de 2019, na qual Miguel Vieira aposta em materiais como algodão do Egito, lã fria, sedas e pêlos falsos.

Agora que andar vestido aos quadradinhos é moda, aceite as minhas dicas e divirta-se!

Maria João Rafael

Consultora de Imagem

 


 


 


 

DR

 

789 total views, 46 views today

Tags

Ver também

Close
Back to top button
Close
Close