Tratar o cancro pela Fitoterapia Chinesa
Saúde Alternativa

Tratar o cancro pela Fitoterapia Chinesa

Geralmente, o cancro é uma situação de deficiência de Qi do corpo e excesso de patogenia, uma síndrome de deficiência e excesso, ao mesmo tempo. Tratamentos contra o cancro, como a radioterapia e a quimioterapia, podem produzir vários tipos de efeitos colaterais, pois para além de dispersarem a sua energia, não tonificam as suas deficiências.

A Medicina Tradicional Chinesa concorda que a radioterapia ou a quimioterapia são indispensáveis ao tratamento do cancro, contudo insiste que o cancro deve ser tratado com dispersão e tonificação através da MTC.

Tratar o cancro pela Fitoterapia Chinesa

Causas do Cancro

Quando o paciente perde o equilíbrio entre o Yin e o Yang, reduz o movimento de Qi e sangue e fica com deficiência de Qi. Assim, situações patogénicas como a fleuma, humidade, estagnação de Qi ou de sangue e toxinas tornam-se mais propícias a acontecer, podendo conduzir à produção de cancro. As causas do cancro mais frequentes, sob a visão da MTC, são as seguintes:

  • Os seis fatores patogénicos penetram no corpo, produzindo a estagnação de Qi e de sangue: Os seis fatores patogénicos são: vento, frio, humidade, calor de Verão, secura e fogo.
  • Perder o equilíbrio da alimentação: Excesso de alimentos picantes e gordurosos ou ingestão de bebidas alcoólicas podem produzir humidade. No caso da humidade se acumular, esta pode produzir calor. Outros mecanismos podem ser a perda e equilíbrio do baço e os maus hábitos alimentares. Ambos podem produzir a humidade, que acumulada se transforma em fleuma, influência o movimento do Qi e do sangue. A produção da fleuma em conjunto com a estagnação do sangue e de Qi formam a base para que o cancro surja.
  • Constituição: Algumas pessoas já nascem com problemas de deficiência de Qi e de Sangue.
  • Perder o equilíbrio emocional pode prejudicar os orgãos: Excesso de pensamento, depressão, raiva ou tristeza podem afetar o Baço, Fígado e Coração. O sistema de circulação do Qi não funciona convenientemente, logo o Qi não flui facto que produz a estagnação da fleuma. Consequentemente, o sangue também não pode fluir bem, o que provoca a estagnação de sangue. Sangue e fleuma estagnados e acumulados misturam-se podendo causar o cancro.

Sintomas Gerais do cancro

Cada cancro tem caraterísticas próprias e sintomas típicos. Normalmente, o cancro pode acontecer em mais do que um órgão. Os sintomas gerais são os seguintes:

  • Cancro do Pulmão: Sintomas como a tosse, dor no peito, falta de ar ou fleuma com sangue.
  • Cancro do Intestino Grosso: dor no baixo-ventre, dor de barriga, fezes com sangue ou pus, mudança da forma das fezes.
  • Cancro do Fígado: dor nas costelas, sensação rija na barriga, inchaço, apetite fraco, icterícia.
  • Cancro do Pâncreas: dor perto do umbigo, náusea, vómito, icterícia, febre baixa no corpo.
  • Cancro do Estômago: dor na parte superior do ventre, dor em distensão no abdómen, náusea, vómito ou fezes pretas.

Princípio de tratamento do cancro em Medicina Tradicional Chinesa

O princípio de tratamento é tonificar a deficiência e dispersar os fatores patogénicos. De início, o tratamento consiste em expelir os fatores patogénicos, expelir a humidade e transformar a fleuma, fazer circular o sangue e remover as estagnações. No final, o tratamento normalmente está centrado em tonificar tanto o Qi como o sangue, o Baço e os Rins, nutrir o Yin, aumentar o Yang e adicionar meios de expelir os fatores patogénicos e desintoxicar.

Fórmulas Fitoterápicas Chinesas

Apesar de depender dos sintomas, quase todas as fórmulas a seguir indicadas podem ser utilizadas para o combater do cancro. As mais utilizadas são as seguintes:

  • a) Chen Tang: Seca a humidade e transforma a fleuma. Usado em vários casos de humidade e fleuma. A composição de ervas é: BanXia, ChenPi, Fuling, GanCao.
  • b) Tao Hong Si Wu Tang: Esta é uma combinação da fórmula Si Wu Tang e ervas como TaoRen, HongHua. Pela função de TaoRen e HongHua, fortalece a função de remover a estagnação de sangue.
  • c) Sha Shen Mai Dong Tang: Nutrir o Yin do Pulmão e resfriar o calor. Mais usado para os casos de Deficiência do Yin do Pulmão (tosse seca, suor de deficiência).
  • d) Sheng Mai San: Dang Shen pode tonificar o Qi; Mai Dong tonifica o Yin e produz líquidos; Wu Wei Zi faz convergir o Qi do Pulmão. As três ervas em conjunto podem tonificar o Qi, nutrir o Yin e produzir líquidos. É mais usado para os vários casos de efeitos colaterais da radioterapia que inclui a Deficiência do Yin.
  • e) Da Huang Zhe Chong Wan: Mais usado em casos graves (uma estagnação de tal ordem que o corpo fica paralisado) de estagnação de Qi e sangue.
  • f) Yin Chen Hao Tang: Usado nos casos de humidade e calor, em simultâneo. Em casos de calor forte, podem adicionar-se ervas que arrefecem o calor, tais como Shi Gao, Zhi Mu.
  • g) Si Jun Zi Tang: Tonificar o Qi.
  • h) Xiao Yao San: Usado para os bloqueios de Qi do Fígado, como tristeza, desânimo emocional. É mais usado para quando o Estômago e o Fígado estão em desequilíbrio.
  • i) Yi Wei Tang: Tonifica o Yin do Estômago.
  • j) Xian Fang Huo Ming Yin: usado para síndromes de calor e estagnação de toxinas. Pode desintoxicar e expelir o pus em simultâneo.

Outras fórmulas podem ser usadas, dependendo da situação do paciente e do seu diagnóstico.

Tratar o cancro pela Fitoterapia Chinesa

Os efeitos colaterais da radioterapia e da quimioterapia

A radioterapia e a quimioterapia são os caminhos efetivos para o tratamento do cancro, contudo devem ser observadas algumas condições para o uso desses tratamentos. Considerando a agressão do corpo que normalmente se observa com os tratamentos mencionados, a MTC insiste na necessidade de completar o tratamento utilizando a fitoterapia chinesa com o objetivo de reduzir os diversos efeitos colaterais, para além de potenciar o tratamento. A seguir apresentam-se alguns efeitos da radioterapia e da quimioterapia.

Efeitos colaterais da radioterapia: Segundo a MTC, a radio é um tipo de toxina quente, o qual pode lesar as células normais e órgãos. Geralmente, os pacientes podem ter problemas ou sintomas posteriormente a fazerem o tratamento. Os síndromes relacionados com os efeitos da radioterapia normalmente são Deficiência do Yin do Fígado e Rim ou Deficiência do Qi ou Sangue, dado que há perda de Qi, Yin e líquidos devido ao tratamento. As principais manifestações são: Dermatites locais, estomatites, faringites, esofagites, pneumonia, cansaço no corpo inteiro, dor e fraqueza nas pernas e braços, tontura e dor de cabeça, sonolência, insónia, falta de apetite, náusea, vómito, dor abdominal, diarreia, redução de leucócitos, redução de plaquetas, redução de glóbulos vermelhos, redução de hemoglobina, etc.

Normalmente para tratar ou prevenir os efeitos colaterais da radioterapia, são utilizadas as seguintes fórmulas:
Em caso de Deficiência de Qi ou sangue: Si Jun Zi Tang, Sheng Mai San.

Em caso de Deficiência de Yin do Fígado e Rim: Liu Wei Di Huang Wan, Zhi Bai Di Huang Wan.

Os efeitos colaterais da quimioterapia: Normalmente, a quimioterapia tem influência na medula óssea e no trato intestinal. Os síndromes causados pelos efeitos da quimioterapia são geralmente acumulação de calor, ascensão de fogo pela deficiência do Yin, desequilíbrio entre o Fígado e o Baço. Os principais sintomas clínicos são: sentimento de cansaço, suor, sonolência, redução de leucócitos, redução de plaquetas, redução de glóbulos vermelhos, redução de hemoglobina, redução de apetite, náusea, vómitos, inchaço, dor abdominal, diarreia, febre, tintura, dor de cabeça, boca seca, inflamação na boca.

Normalmente para tratar ou prevenir os efeitos da quimioterapia, são usadas as seguintes fórmulas:
Nos casos de acumulação de calor: Xiao Chai Hu Tang.

Nos casos de Ascensão de Fogo por deficiência de Yin: Qing Hao Bie Jia Tang, Sha Shen Mai Dong Tang, Zhi Bai Di Huang Wan.

Nos casos de desarmonia entre o Fígado e o Baço: Xiao Yao San, Chao Hu Shu Gan San, Xiao Chai Hu Tang, Si Jun Zi tang.

Helena Rodrigues

Fontes:
Medicina Chinesa Brasil
Tratamento de efeitos colaterais da radioterapia e quimioterapia pela Medicina Chinesa e medicina ocidental, 2000
Oncologia clinica de Medicina Chinesa e medicina ocidental, 1996

Redes Sociais - Comentários

Ver também
Fechar

Tratar o cancro pela Fitoterapia Chinesa

Tratar o cancro pela Fitoterapia Chinesa

Tratar o cancro pela Fitoterapia Chinesa

Ver também
Fechar
Botão Voltar ao Topo